rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.15.2005

Xácara das 10 Meninas


"FREVO"
Created by
GraphBiz


Era uma vez dez meninas
de uma aldeia muito probe.
Deu um tranglomango nelas
não ficaram senão nove.

Era uma vez nove meninas
que só comiam biscoito.
Deu um tranglomango nelas
não ficaram senão oito.

Era uma vez oito meninas
em terras de dom Esparguete
Deu um tranglomanglo nelas
não ficaram senão sete.

Era uma vez sete meninas
lindas como outras não veis.
Deu um tranglomanglo nelas
não ficaram senão seis.

Era uma vez seis meninas
em landas de Charle Quinto.
Deu um tranglomanglo nelas
não ficaram senão cinco

Era uma vez cinco meninas
em um triângulo equilatro.
DEuu um tranglomanglo nelas
não ficaram senão quatro.~

Era uma vez quatro meninas
qu'avondavam só ao mês.
Deu um tranglomanglo nelas
não ficaram senão três.

Era uma vez três meninas
em o paço de dom Fuas.
Deu o tranglomanglo nelas
não ficaram senão duas.

Era uma vez duas meninas
ante um home todo espuma.
Deu um tranglomanglo nelas
transformaram-se em só uma.

Era uma vez uma menina
terrada em terral mui fundo.
Deu um tranglomanglo nela
voltaram as dez ao mundo.


Mário Cesariny de vasconcelos

5 gotas:

Blogger Seila deixou estas gotas

A lenga lenga do tranlomango cantava-a a minha avó com letra análoga. Gostei de recordar.

15/7/05 6:43 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Isto está escrito em português arcaico. Eu simplifiquei um pouco.

:)

15/7/05 7:17 da tarde  
Blogger wind deixou estas gotas

eheheh, adorei e não conhecia:) Muito bom;) beijos

15/7/05 7:58 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Era uma vez uma menina
d’uma aldeia de poucas ruas.
Repicou o sino da igrejinha
e a menina se transformou em duas.

Era uma vez duas meninas
sem dúvida, era uma vez
... quando surge outra menina
e já não são duas e sim três!

Era uma vez três meninas
cabelos lindos, lindos cachos!
Eis que sopra um vento forte
e despenteia todas as quatro.

Era uma vez quatro meninas?!
Que história mais sem tino!
A toda hora aumenta uma...
Será que agora já são cinco?!

Era uma vez cinco meninas...
Onde já se viu tanta desfaçatez?...
Quando se pensa que é uma coisa
tudo muda: agora já são seis!

Era uma vez seis meninas
a cantar uma canção alegre.
Cruzaram campos e cidades
numa alegria só, todas as sete.

Era uma vez sete meninas
embelezando um mundo louco.
Acendendo estrelas a cada noite
como só podiam fazer aquelas oito.

Era uma vez oito meninas
d’uma aldeia linda e nobre.
Pastoras de sonhos sem igual,
de mãos dadas, dançam as nove.

Era uma vez nove meninas
sem alianças, sem anéis.
Ah, como queria ser criança outra vez,
para dançar com qualquer uma das dez!

16/7/05 5:22 da manhã  
Blogger paper life deixou estas gotas

Meto-me com poetas sai ...Poesia!

lolol
Obrigada Batista.

16/7/05 1:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home