rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.26.2005













voar

voar tão alto que em baixo não me

vejas

nem oiças o rumor de bater de

asas

ver de cima, acima das

igrejas

das árvores dos montes das cinzentas

casas

magia de poder ver-se sem

ver

de conseguir admirar o próprio

caos

de que o homem é o grande

contrutor

de cima os homens não são bons nem

maus

são tal qual a natureza os

fez


pequenos animais para

sonhar

e que em vez do o fazer matam

derramam

o sangue e a alma de quem não se

verga

à pequena realidade que um homem

enxerga.

mas começa a chover e voo ainda mais

alto

voo até deus em enorme

gratidão

se me perder que não seja no

asfalto

mas num espaço de toda a

vastidão.

voar voar até cansar as asas!

14 gotas:

Blogger wind deixou estas gotas

Outro ainda em construção? gargalhadas:))))) bjs

26/7/05 12:12 da manhã  
Blogger paper life deixou estas gotas

Wind, fiquei sem nsn o que foi TUA SORTE ESTE POST É TODO TEU: trabalha.

:)

26/7/05 1:22 da manhã  
Blogger José Alexandre Ramos deixou estas gotas

? despotismo? outra vertente? a mente humana é deslumbrante e surpreendente, sempre. :D

26/7/05 12:17 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Alexandre, eu adoro-o porque é carinhoso.

;)

26/7/05 2:21 da tarde  
Blogger Menina_marota deixou estas gotas

Acerca da tua pergunta sobre a musica no meu Blogue é Carmina Burana de Carl Orff...no Tema: Fortuna Imperatrix Mundi.
Um tema soberbo, que eu adoro ouvir.
Aguardo a construção do teu poste de hoje, mas para já fico-me a olhar a imagem... ;)

Um abraço ;)

26/7/05 4:46 da tarde  
Blogger Lumife deixou estas gotas

Novo sistema de "postar"... Colocas a imagem e cada um interpreta a seu belo modo...
Bjs.

26/7/05 7:52 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Menina Marota, obrigada e desculpa a icgnorância mas estava em directa qd postei e só questionei por sentir que não era Verdi e não estar a localizar.

Magnífico blog ali tens! :) :)

Menino Zézinho, a déspota sou eu? lá na sua casa até há regras para como colocar os nicks, lololol

Lumife, é mais uma oportunidade preguiçosa também, quem sabe alguém posta um comentário para ilustrar...

Ultimamente não tenho tido mt sorte eheh.


Bjs a todos

Ps aquela imagem volta, mas não hoje.

26/7/05 9:08 da tarde  
Blogger José Félix deixou estas gotas

voar até cansar as asas
e na verticalidade de ícaro
deixar o esqueleto em cnossos.

que importa a distância
se uma simples réstia de sol
te leva as penas?

dédado apodrece dentro dos muros
não sabe que o filho se perdeu
na terra da alegria.

26/7/05 10:49 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

:) :) :)

Obrigada José Félix. Excelente poema!

Eu não sou poeta, só rabisco versos de quando em vez...

:)

26/7/05 10:54 da tarde  
Blogger wind deixou estas gotas

Este poema está excelente, poetisa;) valeu a espera:) beijos

26/7/05 11:45 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

beijos e obrigada, wind.

Té amanhã.

:)

27/7/05 12:17 da manhã  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Na hora de comentar, normalmente coloco palavras demais. Não sou muito de refreá-las, como já percebeste... Depois de ler algo, depois de ler não! já no ato da leitura, percebo se gosto ou não, se há ou não identificação. Ao final... bem, aí já é outra coisa... Sabe quem gosta de música, mas nunca estudou tal? Nesse caso, o que conta mesmo é o “ouvido”, a percepção, o gosto... Pois bem, comigo se passa o mesmo, quando se trata de prosa ou verso: me encantar ou não, eis a questão!... e este texto está por demais encatador, sabes? Falei... e eu que dessa vez pensei que fosse ser breve...!

27/7/05 5:05 da manhã  
Blogger batista filho deixou estas gotas

"encantador" acho que soa melhor, né?

27/7/05 5:07 da manhã  
Blogger Lumife deixou estas gotas

Valeu (vale sempre) a espera. Belo!.
Bjs

27/7/05 4:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home