rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.16.2005

A Rua


Shadowman by Jungmiwha Bullock


Uma rua comprida, um silêncio total.

Caminho na escuridão e tropeço e caio e levanto-me

E piso com pés cegos

As pedras mudas e as folhas secas

E alguém atrás de mim também as pisa.

Se páro, pára.

Se corro, corre. Volto-me: ninguém.

Escuridão completa e sem saída.

Dou voltas e mais voltas, dobro esquinas

E venho dar sempre à mesma rua.

Onde ninguém me espera, ninguém me segue.

Onde sigo um homem que tropeça

E levanta-se e diz ao ver-me:



Ninguém.



Octvio Paz

Trad. J. Fernandes Fafe



Glosa/Comentário

batista filho said..
.
se não reconheço
meu próprio fantasma
nem ele me reconhece
é que de há muito anoiteço
sem sequer uma estrela-guia

qual morto insepulto vagando ao léu
sina pior que a de mendigo na noite fria



icicle star - Andy Goldsworthy

4 gotas:

Blogger wind deixou estas gotas

Lindo! beijos

16/7/05 3:50 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

se não reconheço
meu próprio fantasma
nem ele me reconhece
é que de há muito anoiteço
sem sequer uma estrela-guia

qual morto insepulto vagando ao léu
sina pior que a de mendigo na noite fria

16/7/05 6:34 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Muito Bom, meu amigo!

:) :) :)

16/7/05 7:47 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Grato.

18/7/05 1:06 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home