rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.22.2005

o futuro?


ARCO–IRIS Associação por viver sustentável


Charneca em Flor


Enche o meu peito, num encanto mago,
O frémito das coisas dolorosas...
Sob as urzes queimadas nascem rosas...
Nos meus olhos as lágrimas apago...


Anseio! Asas abertas! O que trago
Em mim? Eu oiço bocas silenciosas
Murmurar-me as palavras misteriosas
Que perturbam meu ser como um afago!


E, nesta febre ansiosa que me invade,
Dispo a minha mortalha, o meu bruel,
E já não sou, Amor, Soror Saudade...


Olhos a arder em êxtases de amor,
Boca a saber a sol, a fruto, a mel:
Sou a charneca rude a abrir em flor!


Florbela Espanca

7 gotas:

Blogger paper life deixou estas gotas

e fui...


















dormir.

:)

22/7/05 2:55 da tarde  
Blogger requiescatinpacem deixou estas gotas

e podes me explicar o poema??...... fiquei deprimido!!

Kisses

22/7/05 3:53 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

É bela? sim... e também é flor, com perfume e tudo o mais que uma flor encerra: delicadeza, ternura... anseio por uma vida renovada!
É bela, é flor – Florbela (que) Espanca a mediocridade, a secura nos corações dos homens, ora reinante, aqui e alhures.

22/7/05 6:09 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

reasquiasso. não te deprimas. Este não é o teu tipo de blog. Explicar o quê?

Era assim o Alentejo, Batoista, agora morto vazio das suas árvores centenárias. Uma tristeza só!

bjs :)

22/7/05 7:15 da tarde  
Blogger Caracolinha deixou estas gotas

MEU DEUS !!!!

A minha poetisa eleita !!!!

Em cada soneto, um vendaval de emoções...

Muito, muito obrigada !!!!

Beijinhos Encaracolados ~:o)

22/7/05 9:02 da tarde  
Blogger wind deixou estas gotas

Belo:) beijos

22/7/05 9:41 da tarde  
Blogger Lumife deixou estas gotas

Sempre a nossa Florbela... a Maior.

Bjs.

22/7/05 11:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home