rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.18.2005

Navegar é preciso


Gazela in rough seas by Richard C. Moore,



Não importa a procela,

A solidão duma noite

Vazia de estrelas ou luar.

Entre vagalhões e calmarias,

Gritando com medo e êxtase,

A poesia, um navegar impreciso,

Realimenta a esperança na manhã que se anuncia.



É preciso:



Para além das lições do dia-a-dia,

Reencontrar as que jazem adormecidas;

Entender as razões que obscurecem o nosso

Caminho, mas não se deter, por causa delas.

Isso, jamais!

Somos navegantes das estrelas: timoneiros do próprio destino,

O sonho de nós mesmos, aprisionados em invólucros de barro.



Viver?! Não é preciso - é imprescindível


  • Poema de Batista Filho a quem admiro e agradeço.

5 gotas:

Blogger wind deixou estas gotas

Lindo poema cheio de força e com uma mensagem de coragem:) beijos para os dois;)

18/7/05 9:29 da tarde  
Blogger encontros e desencontros deixou estas gotas

É preciso querer e gostar de viver, todos os dias, segundo a segundo, sempre. Bj.

18/7/05 11:05 da tarde  
Blogger EXPRESSÃO MASCULINA deixou estas gotas

mais do que ler e vivenciar tal poema e ao ler vivenciamos.
parabens/ch

19/7/05 5:44 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Grato, de coração.

19/7/05 6:47 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

parabéns batista :)

belo poema a transbordar de vida

:)

20/7/05 2:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home