rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.20.2005

mão


Stations of the Cross - Lisa Ruyter


as cruzes que nos cercam não nos pesam
são ângulos apenas
que tantas vezes nos suportam o viver


as cruzes que me cercam são de chumbo
arrasto-as comigo
dia a dia até dificilmente adormecer.

há-de chegar a hora do outro sono
o da transformação
tão parecido com este, mais longo e antigo

o que me viu nascer e que apenas espera
que me canse
para me acolher e me levar pela mão.

4 gotas:

Blogger Lumife deixou estas gotas

Será do ambiente que se vive por ora neste País com a cruz do fogo a perseguir-nos? Será porque já avistas o fim das tuas férias? Achei o teu post muito triste se bem que um retrato cru da realidade. Sorri para a vida que o resto é certo. Bjs.

20/7/05 8:39 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Eu sei Lumife :)

Mas tb nos cercam já muitas fomes à volta. Fomes envergonhadas que não pedem.
E outros dramas humanos...

Mas eu cá vou sorrindo. Durmo é pouco.
Bjs
:)))

20/7/05 8:51 da tarde  
Blogger wind deixou estas gotas

Post "pesado", sente-se muito no poema a descrença e a "cruz", beijos

20/7/05 10:02 da tarde  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Fantástico! me encantei... e não achei triste não - e sim intuitivo, maduro! Parabéns, amiga, mais uma vez.

21/7/05 2:33 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home