rain maker - Costa Rica

não se descreve a chuva. e só se dá por ela quando falta ou cai em demasia. assim é este blog. é, ou não é.

7.28.2005

Habitação


Fhoto and art by Bill Brandt



Nem saberia dizer onde moro exatamente.
Desconfio que habito dentro de meus dentes.

Doutras vezes era a penugem dos canários,
e era ali, naquelas sedas, penugem e cor,
que eu me mudava para minhas mãos,
senão os gatos, o dorso, viajava neles.

E se um pássaro súbito:
não pelo avisto, pelo ouvido porém;
(o som é que é súbito) — e outra vez me mudava,
era só ouvidos.

Para os meus olhos,
eles se esbarraram – sobre todos os horizontes –
em cima da beleza:
clamassem os dentes,
clamassem as mãos, clamassem as oiças,
a pele também clamasse — qual nada! —
haveria de engolfá-la só com os olhos —
anos a fio moro neles.

Um dia morei sobre o peito de minhas mães,
branca e preta, as mães,
(todas verdadeiras)
na mesma medida, agora, assim,
minha banda-fêmea
te regaça:


desta vez
“mulher”,
sou tua “mãe”.


Pousa, amor,
te esbalda na cavilha deste peito-pulso
que pulso de pulsar te estremece:
teus dentes, tua-inteira, toda-tua,
tua cara, teus cabelos, tua pele — tudo — e alma;
deixa-te cair neste infinito-agora.


Terminei de sair dos meus dentes, dos meus olhos,
das minhas oiças também saí;
habito agora apenas esta minha mão;
sou apenas esta mão:
nenhuma diferença entre todas as coisas,
um dia quis pegá-las, mordê-las; mão,
o calor de tuas sedas.


E se dormires
recobrirei respeitosamente a tua nudez,


que é só tua —


pausadamente, pousa
o hálito
na cavilha deste peito largo:


dorme, amor,
sossega,


da
tua

nudez — sossega —


que da aurora,
vigilante
eu tomo conta.


Fortaleza, noite alta, 06.02.1999

Soares Feitosa


  • Duas outras Leituras:


as mãos do ser humano

são o que de mais belo existe

para mim....

pois...

para nós os visuais

os olhos tornam-se o nosso espelho,

para um invisual

as mãos são os seus olhos...e...daí

que eu goste tanto delas,

pois com as minhas mão

seu posso ver ...de olhos abertos

e...com eles adormecidos.

por 'létinha'.
29/7/05 2:34 AM


com estas mãos - vazios vales - laboro a dor da inacção
memoriais, calosas, foram as obreiras do pão

à noite o sonho estende as suas redes de evasão
e eu sou o cavaleiro da madrugada
que rasga ruas e estradas e leva o sol de novo a casa

acordo para a escuridão e abraço o tempo
como o velho benfeitor da ilusão - enfrento o clarão
impiedoso como se florisse um cardo à beira de um abismo

por isso entranço a esperança e firo a cidade
com a teimosia do meu olhar - entre gabinetes climatizados
e olhos que são punhais cravando o não - insisto
tenho esta força de pensar, estas mãos para ocupar

mas a espera é a fiel companheira dos meus passos
ao desembocar no vão de todas as escadas
mergulho então na escuridão onde brilha clamoroso
o silêncio impresso nestas mãos cheias de nada..

da Libelua pela mão do adesenhar


29/7/05 10:22 PM


19 gotas:

Blogger Lumife deixou estas gotas

Maker fui buscar à cozinha uma cadeirinha alentejana (claro...) daquelas de fundo de buinho e vim sentar-me aqui à tua porta esperando o texto do teu post.
Não tenho pressa.
Bjs.

29/7/05 1:12 da manhã  
Blogger sonhos sonhados deixou estas gotas

kerida Maker

desejo agradecer-te
as palavras
bonitas e motivadoras
com que "baptizaste"...
o meu "bébé".

não sei se
o Lumife
tem razão...

será que deveria haver texto?
...ou...
que o teu desejo
fosse apenas
o de nos deixar
uma imagem fortíssima,
para
sobre ela
fazermos um comentário?

se a ideia do Lumife
estiver correcta
..amanhã virei completar
a minha mensagem.

hoje...
comento a imagem,
que para mim
é muito simbólica.

as mãos do ser humano
são o que de mais belo existe
para mim....
pois...
para nós os visuais
os olhos tornam-se o nosso espelho,
para um invisual
as mãos são os seus olhos
...e...
daí
que eu goste tanto delas,
pois com as minhas mãos
eu posso ver
...de olhos abertos
e
...com eles adormecidos.
beijux létinha.

29/7/05 2:34 da manhã  
Blogger wind deixou estas gotas

Linda foto e também espero (sentada) pelo texto:) beijos

29/7/05 11:57 da manhã  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Tem lugar pra mais um esperar (sentado)?

29/7/05 1:09 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

ahahah, Batista!
Isso já se usa no Brasil ou aprendeu por cá?

Sonhos sonhados, Belo "comentário-sonho" o teu!

Eu (e o autor da foto se soubesse, também) agrafdeço muito.

Beijos :)

Lumife, já nem tenho cadeirinhas dessa. :( Beijos carinhosos.

:)

Wind, tens almofada?

lolol

Até logo!.

bjs. ;)

29/7/05 4:50 da tarde  
Blogger Mocho Falante deixou estas gotas

Maker já calcei as meias de descanso para evitar a variz enquanto espero o complemento a esta belíssima foto

29/7/05 7:14 da tarde  
Blogger Caracolinha deixou estas gotas

Que espectacular fotografia com que nos brindas hoje ... o preto e o branco apenas realçaram ainda mais os meus sentimentos quando a vi ... senti-me segura.

Achas normal ??

Beijinho M. da caracolinha ~:o)

29/7/05 8:23 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Olá mocho falante! :) lolo de meias descanço? não trouxeste o banquinho da espera para os concertos?

Bjs.

Caracolinha, as minhas boas fotos preferidas são a preto e branco. Vá lá saber-se porquê...

:) bjs até logo.
;)

29/7/05 9:46 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

uma imagem vale por mil palavras :)
creio ser o caso deste post :)
sendo assim eu já fiz a leitura...


:)
volto já
:)

29/7/05 10:20 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

com estas mãos - vazios vales - laboro a dor da inacção
memoriais, calosas, foram as obreiras do pão

à noite o sonho estende as suas redes de evasão
e eu sou o cavaleiro da madrugada
que rasga ruas e estradas e leva o sol de novo a casa

acordo para a escuridão e abraço o tempo
como o velho benfeitor da ilusão - enfrento o clarão
impiedoso como se florisse um cardo à beira de um abismo

por isso entranço a esperança e firo a cidade
com a teimosia do meu olhar - entre gabinetes climatizados
e olhos que são punhais cravando o não - insisto
tenho esta força de pensar, estas mãos para ocupar

mas a espera é a fiel companheira dos meus passos
ao desembocar no vão de todas as escadas
mergulho então na escuridão onde brilha clamoroso
o silêncio impresso nestas mãos cheias de nada..

pode ser esta leitura :)

29/7/05 10:22 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

Enganei-os?

:)

Boa noite!

29/7/05 10:33 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

maker
a mim não :)

:)

29/7/05 10:38 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

maker :)

suspense desfeito :)
:)

29/7/05 10:42 da tarde  
Blogger paper life deixou estas gotas

letinha, adesenhar: Muito Obrigada!

:) Beijos

29/7/05 11:00 da tarde  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

maker :)

o texto não é da minha autoria :)
por lapso não fiz referência ao link, que
podes colocá-lo se for necessário ou assim o desejares :)
http://oblogdalibelua2.blogs.sapo.pt/arquivo/602375.html
:)

30/7/05 12:18 da manhã  
Blogger adesenhar deixou estas gotas

maker :)

vou fazer uma simples pergunta :)

quantos blogs tens activos neste momento ?

:)!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

30/7/05 1:26 da manhã  
Blogger paper life deixou estas gotas

o rain maker e o escarpado, tenho um na dúvida.

:)

30/7/05 1:46 da manhã  
Blogger batista filho deixou estas gotas

Três menestréis, ao redor do fogo de uma imagem, batizada “habitação”, tangem palavras, tecem versos, como quem mata a sede!

Valeu a espera.

30/7/05 5:27 da manhã  
Blogger wind deixou estas gotas

Magníficos poemas!

30/7/05 11:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home